mudar de vida: ser saudável e feliz

A Tua Mudança #5: Carla Ramalho do blog Guloso qb



Hoje contamos com mais uma participação na rubrica A Tua Mudança.

A participante desta semana , a Carla Ramalho, é autora do blog Guloso qb, um blog onde são partilhadas inúmeras receitas e onde é ainda possível fazer encomendas de algumas delícias.

 

 

 

 

Prontos para conhecer a história da Carla?

 

Eu sempre fui uma criança normal, até magra mesmo. Durante a infância, a minha mãe tinha uma dificuldade imensa para me fazer comer fosse o que fosse. Quando cheguei à adolescência, de forma muito natural, aumentei um pouco de peso mas nada muito grave já que é normal uma subida de peso com a mudança das hormonas e com os meus 14 anos pesava 54 kg. Até aqui não estava mal e era uma adolescente comum mas quando entrei no secundário, mudei de escola e de amigos, deixando para trás o meu núcleo e foi a partir daí que o peso começou a aumentar, de forma gradual ao longo dos anos até à faculdade. Sem me aperceber, quando dei conta já tinha mais 20 kg em cima e tinha atingido os 74 kg. 

Eu sei que para muitos este peso nem é assim tanto quando todos os dias ouvimos falar de obesidade e valores acima dos 100 kg mas a verdade é que para uma pessoa de 1,64 kg, 74 kg já é excesso de peso. Não vou dizer que gostava de me ver ao espelho, muito pelo contrário, e até hoje ainda não consigo vestir uma saia mas a minha força de vontade também não era suficiente para levar uma dieta/regime até ao fim. 

Mas tudo mudou em 2009, um ano bem stressante para mim. Em Junho desse ano, resolvi tirar a carta de condução e nesse mesmo ano teria a defesa da minha tese. Quando fui à médica para obter um atestado médico, ela colocou-me na cabeça que deveria perder um pouco de peso mas confesso que não foi isso que me fez querer realmente emagrecer. A verdade é que com o stress eu costumo perder o apetite e neste caso, quando dei por ela, tinha perdido 5 kg em duas semanas. Podem achar estranho mas foi mesmo aqui que o click se deu, se tinha conseguido perder estes quilos, também iria continuar a perder uns quantos mais.

A partir daí, foi elaborar um plano. Em primeiro lugar, criei uma meta a atingir – 20 kg num ano – uma meta que achei atingível e realizável. Depois pesquisei muito na internet sobre alimentação saudável mas sem ser restritiva, facilmente adaptável aos meus gostos. Eu sei que deveria ter consultado um profissional (e aconselho mesmo) mas acabei por pesquisar muito e como nunca fiz nada radical, não vi problema em manter um regime feito por mim. Comecei por inserir sempre legumes na minha alimentação (metade do prato), passei a tomar sempre o pequeno-almoço, deixei de consumir muitos hidratos à noite e nunca estive mais de 3 horas sem comer. Gulosa como sou, passei a cortar muito nas gorduras e açúcar dos doces, não deixando de os comer (porque não consigo). Aliando a uma alimentação com traços mais saudáveis, também passei a fazer quase todos os dias caminhada e mais tarde bicicleta elíptica. 

 

Ao fim de 6 meses, já tinha conseguido atingir metade da minha meta e isso deu-me a força que precisava para continuar. Quando começamos a sentir a roupa larga e a necessitar de novas roupas, sentimos que estamos mesmo no bom caminho e posso dizer que durante muitos anos tinha o sonho de conseguir calçar umas botas de cano alto sem nunca me entrarem na perna e nesta altura consegui ter as minhas lindas botas. Para muitos isto é insignificante mas todos temos desejos, e são estes pequenos triunfos que nos fazem manter o rumo e continuar em frente.

Ao fim de um ano, consegui atingir a meta e perdi os 20 kg. Já lá vão 6 anos e continuo com o mesmo peso, oscilando por vezes um pouco mas voltando sempre ao peso anterior.

Hoje em dia como de tudo mas tenho mais cuidados. Leio os rótulos dos alimentos, passei a fazer alguns produtos em casa para serem bem mais saudáveis, e procuro sempre balançar uma bomba calórica com um prato saudável para evitar subidas drásticas de peso.

Como gosto de cozinhar (especialmente os doces porque continuo uma gulosa), passei a diminuir drasticamente a quantidade de açúcar e gordura, arranjando sempre alternativas mais saudáveis.

No final de todo este processo, passei do número 42 para o 36 e nunca me senti tão bem. Tive a sorte de não ficar com marcas no corpo provenientes do excesso de peso mas tenho um pouco de celulite, confesso, mas essa até modelos a têm, por isso não me preocupo. 

Acredito que todos conseguimos emagrecer mas necessitamos de ter aquele click.

Depois de o termos é necessária força de vontade e apoio. A partir daí tudo se consegue e vão-se atingindo pequenas metas, passo a passo. Não vale a pena grandes expectativas porque nos iremos desiludir muitas vezes.

Um passo de bebé de cada vez é o suficiente para nos mantermos motivados, mesmo quando se sobe à balança e o resultado não foi o esperado. Uma alimentação equilibrada e algum exercício físico (podem até ser apenas caminhadas e subir várias vezes as escadas lá em casa) são o suficiente para se conseguir começar a perder peso mas a ajuda de profissionais é essencial quando o excesso de peso é grande. Acima de tudo, nunca desistir.

Espero que este meu testemunho possa ajudar alguém e agradeço sinceramente à Cátia pelo convite.

Beijinhos
Carla Ramalho

 

Mais uma vez, muito obrigada à Carla do Guloso qb por ter partilhado a história da sua mudança com todos os leitores do Bem me Quero!

 

Quem é que se identificou com a história da Carla?

Eu, pessoalmente, identifiquei-me. Sou (mega) gulosa como a Carla e viciada em chocolate (que novidade!!). O truque foi conhecer novos alimentos e ingredientes e posso dizer que nunca deixei de comer coisinhas boas durante todo este processo!

 



2 thoughts on “A Tua Mudança #5: Carla Ramalho do blog Guloso qb”

  • Olá Cátia, obrigado pelo teu convite para esta rubrica. Desculpa só agora passar por aqui mas tem sido complicado administrar o tempo ultimamente. Estou a adorar ler tantos testemunhos diferentes e descobrir que todos temos obstáculos a ultrapassar, que no final somos apenas meros mortais a tentar sobreviver neste mundo louco e a tentar ser felizes com o que temos. Muito obrigado pelo carinho, beijinhos desta gulosa ^_^
    PS: enganaste-te 2 vezes no meu nome, não sei quem é a Cláudia 😀
    Beijinhos e boa semana!

Deixar uma resposta