mudar de vida: ser saudável e feliz

Vamos comer frutos vermelhos?

São considerados, por alguns, super alimentos, podem ser consumidos das mais variadas formas: hoje falamos dos frutos vermelhos!

Os frutos vermelhos – amoras, morangos, mirtilos, framboesas, groselhas – são deliciosos e estão carregados de antioxidantes e vitaminas. São ricos nutricionalmente e contribuem positivamente para a saúde do nosso corpo.

Sabias que quando falamos de alimentação a cor é bastante importante? Quanto mais intensa for, mais vitaminas e nutrientes estão presentes no alimento. Os frutos vermelhos – ou silvestres – são um excelente exemplo disso: cores intensas que nos indicam que estamos perante alimentos super saudáveis.

 

 

  • Aquilo de que mais se fala quando se fala nos frutos vermelhos é no facto de estes serem ricos em antioxidantes – moléculas que atrasam o envelhecimento das células. Neste sentido, combatem a formação de radicais livres, que podem contribuir para o aparecimento de doenças cancerígenas. Estudos indicam que as framboesas reduzem o risco de cancro em 80%. São ainda protectores naturais contra os efeitos nocivos dos raios ultravioleta (principais responsáveis pelo envelhecimento precoce da pele).

 

  • Por serem antioxidantes os frutos vermelhos ajudam ainda no combate a gripes e infecções.

 

  • O consumo de frutos vermelhos beneficia o regulamento do transito intestinal, já que estes têm um elevado teor de fibra. Para além disso, diminuem ainda a absorção dos açúcares e gorduras, auxiliando assim o controlo dos níveis de colesterol e glicose no sangue (reduz o risco de doenças cardiovasculares). Há estudos que nos indicam que pessoas que tenham um primeiro AVC, ao consumirem mais frutos vermelho diariamente, conseguem contornar e evitar todas as degenerações que o corpo manifesta ou até mesmo um segundo acidente vascular cerebral.

 

  • Já que são ricos em vitamina C os frutos vermelhos contribuem ainda para a diminuição dos níveis de ansiedade!

 

  • Sabias que comer frutos vermelhos faz com que o teu apetite pelos doces diminua? Pois é! Uma vez que são constituidos por frutose – açúcar natural – com baixo índice glicémico, prolongam a sensação de saciedade.

 

  • Alguns dos constituintes dos frutos vermelhos, como por exemplo quercitina e fitonutriente derivados dos flavonoides, atenuam os sintomas das alergias.

 

 

 

Nutricionalmente falando, devemos consumir os frutos vermelhos frescos ou congelados?

 

Hoje em dia é bastante fácil encontrar frutos vermelhos congelados em qualquer superfície comercial, contudo será que estamos a agir correctamente ao consumi-los congelados ao invés de frescos?

É óbvio que o consumo de fruta fresca, falemos nós de frutos vermelhos ou de qualquer outra fruta, é sempre preferível. Comer a fruta logo após a esta ser colhida, em termos de nutrientes, seria a melhor opção. No entanto, tendo em conta o estilo de vida que hoje levamos, tal não é praticável para a maioria de nós.

Não sendo isto possível, a melhor opção é sem dúvida os frutos congelados, especialmente quando congelados logo após serem colhidos. Os frutos congelados muitas vezes são nutricionalmente mais ricos do que aqueles que são transportados longas distâncias (e dão mil e quinhentas voltas até chegarem ao consumidor final…), pois assim começam a perder alguns dos nutrientes.

Assim, se congelados sem darem mil voltas os frutos vermelhos têm o mesmo valor nutricional, sejam eles frescos ou congelados!

 

 

Como podemos comer frutos vermelhos?

 

Já tinha partilhado uma receita de gelado de frutos vermelhos aqui. Para além de fazer dessa forma, muitas vezes trituro no processador de alimentos frutos vermelhos congelados e iogurte. O resultado é uma espécie de batido, mas as combinações são infinitas, mas deixo algumas ideias.

 

 

 

 



Deixar uma resposta