mudar de vida: ser saudável e feliz

Alimenta a mente #1: Heartfulness, da Mikaela Ovën

Quem me conhece e me segue, especialmente no instagram, sabe que gosto bastante de ler. É das coisas que mais gosto de fazer quando tenho algum tempo livre. No inverno, acompanhada de um chá bem quentinho e, agora no verão, à beira-mar. São para mim as combinações perfeitas.

Por ter esta paixão achei que talvez fosse pertinente partilhar convosco algumas dessas leituras que, ultimamente, têm estado mais voltadas para a saúde, alimentação e bem-estar.

 

Desta forma, o primeiro livro do qual vos venho falar é Heartfulness, da Mikaela Ovën.

 

fonte: https://www.portoeditora.pt/miafulness

 

Apesar de já saber há bastante tempo o que é o mindfulness, especialmente na teoria dada a minha formação, há pouco tempo comecei a interessar-me mais sobre o mindfulness – que bastante resumidamente se pode definir como a presença consciente no agora.

Encontrei este livro por acaso. Nunca tinha ouvido falar em heartfulness mas fiquei bastante curiosa e com uma vontade enorme de ler este livro. Ao contrário do que normalmente faço – pego num livro e leio-o de uma ponta à outra, tentei ler o Heartfulness muito calmamente, tentando interiorizar tudo aquilo que lia. Sabem aqueles livros que lemos no momento certo? Foi isso mesmo que aconteceu.

 

A autora começa por nos explicar o que são teoricamente o mindfulness e o heartfulness, fazendo sempre referência à sua experiência pessoal.

Ao longo do livro, Mikaela Ovën mostra-nos, de uma forma bastante simples, que as respostas para muitos dos nossos dilemas estão dentro de nós. Para as encontramos basta que nos foquemos e tomemos consciência de nós no agora.

Heartfulness está dividido em vários capítulos sendo que em cada um deles a autora se foca numa temática específica.

O que mais gostei neste livro foi o facto de conseguirmos consolidar aquilo que lemos com as meditações guiadas disponíveis na aplicação Miafulness.

 

São 9 meditações, cada uma delas correspondente a uma das temáticas abordadas no livro:

  • Meditação metta
  • Meditação das intenções
  • Meditação dos pensamentos
  • Meditação da auto-estima
  • Meditação da vulnerabilidade
  • Meditação da auto-compaixão
  • Meditação dos limites pessoais
  • Meditação do auto-cuidado
  • Meditação da integração

 

 

Tenho o habito de fazer anotações nos livros e este não foi excepção. Foram bastantes os excertos que destaquei para ler mais tarde. No entanto, partilho convosco alguns dos que mais sentido fizeram tendo em conta o momento em que os li.

 

“Lembre-se de que se abrir um casulo antes de tempo, não verá uma borboleta.”

 

“Aceitar significa estar em paz com o que é.”

 

“Muitas vezes, tendemos a ser controladores, achando que temos de tratar de cada detalhe de tudo. E que se não formos nós a fazer, nada acontecerá. Deixe de ouvir essa voz que diz que tem de controlar. O controlo é sempre ilusório. O que tiver de acontecer, acontecerá, e o que não tiver de acontecer, não acontecerá. É tão simples quanto isso. Foque-se naquilo que quer, nas suas intenções e, se estiver atento, a Vida mostrará o que é para fazer, sem esforço, sem ter de passar muito tempo a pensar e a fazer escolhas. Você sabe o que quer. Foque-se nisso com tranquilidade e paciência e colherá frutos na hora certa.”

 

Para mim este foi, sem dúvida, um livro que me alimentou a alma. Não considero que meditar seja fácil. Para mim é muito difícil (mesmo!) conseguir desligar do que me rodeia e enxotar os pensamentos, mas vou continuar a tentar e este livro foi uma grande ajuda para conseguir evoluir um pouco mais.

 

Já conheciam este livro? Ficaram com vontade de ler?

 

 



Deixar uma resposta


%d bloggers like this: