mudar de vida: ser saudável e feliz

“Sem o apoio dele isto ainda ia ser tudo muito mais difícil”: a importância da rede de suporte

Mudar de vida é difícil. Quem achar o contrário diga-me qual é o truque por favor, porque me deve estar a escapar alguma coisa.

Há dias que até são razoavelmente fáceis de superar e tranquilos, mas imaginem um domingo de inverno, a chover a tarde inteira e vocês passam o dia no sofá. Não têm vontade de comer tudo o que existe no frigorífico e na despensa e de não fazer nada? É que eu tenho!!

Daí, surge o tema que vos quero trazer hoje: a importância de termos quem nos apoie neste nosso caminho.

Tive dias em que disse que nada disto valia a pena, que não estava a ter resultados (pelo menos os que pretendia) e que mais valia esquecer a dieta e fazer a minha vida como fazia antes. O que me valeu nestes dias, em que tudo era mais forte do que eu foi ter quem me dissesse que eu era capaz daquilo que quisesse. Que desistir não me ia levar a lado nenhum e que eu não queria voltar a ser a mesma Cátia. No fundo: ter alguém que me lembrasse que isto era muito importante para mim (quando eu momentaneamente me esquecia).

Tirando aqueles dias em que se conseguisse devorava o mundo inteiro, os dias mais difíceis, em que me sentia mais ansiosa e insegura, eram o dia antes e o dia da consulta, em que me ia pesar e analisar o que tinha corrido bem e o que tinha corrido menos bem durante a minha semana. Tinha sempre medo de defraudar as minhas expectativas que, diga-se de passagem, foram sempre bastante elevadas. Nesses dias, quem me valeu foi o meu namorado. Coitado! Teve de aguentar com todas estas inseguranças e o “tenho a certeza que isto correu muito mal!”, várias vezes ao longo do último ano. A ele só tenho que agradecer por o apoio incondicional que me tem dado, por me dar na cabeça quando é necessário e por me dizer para não ter medo porque vai correr tudo bem. Tenho a certeza que sem o apoio dele isto ainda ia ser tudo mais difícil.’««

Tudo bem que nós é que escolhemos entre comer algo saudável ou algo que não nos faz bem, ou entre fazer algum exercício ou viver um dia de preguiça – está tudo nas nossas mãos. No entanto, para mim, isto é tão importante quanto  um “tu és capaz!”, “não desistas!”, ou um ” já viste o que conseguiste até agora?”.

 

E nesta vossa caminhada, quem é que vos diz que “amanhã será melhor”?

 



Deixar uma resposta


%d bloggers like this: