mudar de vida: ser saudável e feliz

Quando ir às compras era um pesadelo

Regra geral, todas as mulheres gostam de ir às compras. Na verdade, conheço muito poucas que não gostem de o fazer.

Eu gosto. Agora.

Acredito que para qualquer pessoa que tenha peso a mais e que não se sinta bem e confortável com o seu corpo, ir comprar roupa seja um verdadeiro martírio.

Ir às compras quando tinha mais 25kg era um pesadelo. Aquelas lojas que têm as peças de roupa mais giras nunca tinham o meu tamanho. E, mesmo que tivessem, tenho a certeza que as coisas de que ia gostar me iam ficar super mal. Ia parecer um saco de batatas atado ao meio, como costumava dizer. A solução que encontrei para esse problema foi bastante simples: deixei de ir a essas lojas. Vivi durante muito tempo bastante perto de um centro comercial e ia lá muitas vezes mas fugia dos corredores onde essas lojas se encontravam.

Quando ia às lojas que tinham tamanhos grandes, as coisas que me ia ficar minimamente bem e com as quais eu me ia sentir confortável tinham um ar pesado. Faziam-me parecer mais velha. Para além disso só gostava de me ver com cores escuras: azul escuro, cinzento, preto. Para além do ar pesado parecia ainda mais triste e sem vida.

Até a escolher a roupa eu deixei de ser eu, às custas de todo aquele peso que carregava.

A primeira vez que fui comprar roupa depois de ter perdido algum peso foi muito estranha. A minha mãe foi comigo e parecia o Grilo Falante do Pinóquio. Andava sempre atrás de mim a dizer “já não és gorda”.  Durante muito tempo optei por aquele tipo de roupa. O que aconteceu foi que entrava nas lojas e ia logo à procura daquele tipo de roupa.

É engraçado porque agora que estou a pensar nisso, embora tenha comprado roupas mais leves, tudo o que comprei era cinzento escuro ou preto.

Há mais ou menos um ano disse aos meus pais que o meu sonho era este verão (2017) conseguir entrar na Zara e comprar uma peça de roupa. Algo que eu gostasse e que me ficasse realmente bem. Desta vez que vos falo (Outubro 2016) entrei na Zara e comprei duas blusas (yeeeey!).

Ainda hoje é estranho ir às compras. Ainda tenho tendência para pegar em números maiores em primeiro lugar. Também ainda me estou a adaptar ao tipo de roupa que eventualmente me pode ficar melhor. Estou a descobrir(-me).

Durante muito tempo tive de me adaptar ao que me ia servir, coisas pesadas, escuras e sem personalidade. Hoje posso ir à procura de coisas das quais realmente gosto, mas também isso é difícil. É preciso adaptar-me e descobrir-me, mais uma vez.

 

 



4 thoughts on “Quando ir às compras era um pesadelo”

  • Ainda não fui rever lojas, mas acho que a semsação vai ser a mesma. Há lojas onde alguém com excesso de peso não se encaixa e quando encaixa, são peças sem graça nenhuma. Por isso e outras tantas coisas é que mudei. Ir às compras é e sempre foi um pesadêlo por ultrapassar. Deixa lá ver como corre 😋

Deixar uma resposta