mudar de vida: ser saudável e feliz

Pessoas tóxicas? Não obrigada!

Hoje escrevo-vos acerca de algo um pouco diferente mas que contribui tanto para que me sinta bem comigo como optar por uma salada em vez de uma feijoada (que eu adoro!). Pessoas tóxicas e a importância de as mantermos longe de nós!

Acho que sempre fui muito selectiva com as pessoas que tenho à minha volta (pelo menos com as que posso escolher…). Às vezes isso pode ser confundido com antipatia ou arrogância, mas a verdade é que não consigo mesmo estar rodeadas de pessoas que tentam puxar tudo e todos para baixo. Se sei que num determinado sítio vou estar rodeada de pessoas que me transmitem coisas negativas porque é que me vou sujeitar a isso? Se puder escolher evito. Gosto de me rodear de pessoas que me querem bem.

 

E, às vezes, não querer mal já é, de alguma forma, querer bem.

 

Claro que nem toda a gente vai gostar de mim (como é óbvio) eu também não gosto de toda a gente, mas algumas pessoas nem delas próprias gostam. E é aí que está o maior problema. São, no fundo, pessoas vítimas delas próprias. Vítimas do seu próprio pessimismo e negativismo. E, diga-se de uma forma bastante directa: ninguém é obrigado a levar com isto!

 

Acho que são pessoas que têm muitas coisas mal resolvidas consigo próprias. A única forma pela qual sabem exteriorizar isso é sendo negativas, pessimistas e descontentes com tudo o que a vida lhes dá. Como li algures há uns tempos, são pessoas que têm um problema para cada solução. O pior de tudo é o esforço incessante que estas pessoas fazem para transportar todas estas coisas más para a vida das outras pessoas.

Toda a gente conhece alguém com estas características. Basta ter alguma sensibilidade e ser um pouco observador e começamos a detectar (várias) pessoas à nossa volta que agem, muitas vezes, desta forma.

No entanto, por mais escudos à prova de pessoas tóxicas que tenhamos, nem sempre temos a opção de as manter longe e há dias em que estamos mais vulneráveis e sensíveis ao que nos rodeia. Cabe-nos a nós permitir, ou não, que as pessoas tóxicas influenciem ou se intrometam nas nossas vidas.

O melhor é mesmo manter essas pessoas longe. Ignorar. Manter por perto quem nos quer bem (de verdade!). Estar rodeados de pessoas boas. E claro, manter longe tudo o que é fofocas e confusões. Quando é que as pessoas vão perceber que há coisas que não acrescentam nada às suas vidas?!

 



8 thoughts on “Pessoas tóxicas? Não obrigada!”

    • Dado que se torna impossível o afastamento (pelo menos o físico) das pessoas tóxicas, penso que o principal objectivo é evitar que a presença dessas pessoas nos afecte. Temos, no fundo, de aceitar que vamos conviver diariamente com essas pessoas e que não as vamos conseguir mudar. É importante não nos deixarmos levar por aquilo que essas pessoas nos dizem, embora nem sempre seja fácil dado que temos dias de maior fragilidade. Se o que essas pessoas dizem de facto nos afecta é importante que se reflicta acerca desse assunto. Tentar chegar ao fundo da questão e perceber que talvez algo não esteja bem, “porque é que isto está a ter este impacto em mim?”.
      Depende do tipo de trabalho, mas há locais de trabalho onde chegam a existir “grupinhos”. Pessoas tóxicas tendem a juntar-se a pessoas tóxicas. Por isso tente evitar esses grupos caso existam.

      Beijinhos

      • A minha pergunta foi em relação ao seu trabalho.

        Comigo pessoas tóxicas não têm tempo, sou muito direta, não gosto de contos e ditos, pessoas que gostam de se meter na minha vida e pessoas mentirosas. Quando têm que ouvir umas verdades ouvem, não gostam problema delas. Talvez por isso eram poucas as pessoas que gostam de mim no trabalho. 😀
        Beijinhos

        • De momento não me encontro a trabalhar. Em trabalhos anteriores, com os colegas agia como disse e, muitas vezes, utilizando o humor. Mas confesso que na maior parte das vezes ignoro mesmo. Entra a 100 e sai a 200. Tento não gastar a minha energia com essas pessoas.
          Em contexto de consulta como psicóloga felizmente até agora não tive de lidar com nada do género!
          Beijinhos

  • Olha concordo contigo e tenho pensado nisso. Há sempre alguém na nossa vida que esta mal e que isso vê se nem é preciso a pessoa falar, nota se no ambiente não é? O truque é rodearmo-nos de pessoas genuinamente boas e com áureas positivas e sorridentes.

    • Se repararmos há mesmo muita gente assim, infelizmente! Sim, tens razão, fica um ambiente super pesado e desconfortável.
      Concordo plenamente contigo 🙂 beijinhos

Deixar uma resposta